Institucional

Institucional

Da cabeça pro papel, a JORNADA LITERÁRIA traz música, cultura e cordel.

Dando início a mais um projeto de leitura o Colégio São José trouxe ao colégio o artista e escritor Juvenal Verdades que trouxe para dentro do CSJ a literatura de cordel. Em uma apresentação magnífica, Juvenal envolveu os alunos com rimas, músicas e muito cordel, gênero literário escolhido para ser trabalhado no projeto JORNADA LITERÁRIA.

A Jornada Literária acontece durante todo o ano, quando os alunos pesquisam sobre o tema proposto e escrevem seus próprios textos.

_______________

CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE O CORDEL:

A Literatura de Cordel é uma manifestação literária tradicional da cultura popular brasileira. Os locais onde essa literatura tem grande destaque são nos estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Pará, Rio Grande do Norte e Ceará. Também é conhecida no Brasil como folheto, literatura popular em verso ou cordel. Alguns escritores brasileiros foram influenciados por esse estilo, são eles: João Cabral de Melo NetoAriano SuassunaGuimarães Rosa, entre outros.

Esse modelo de literatura tem origem europeia, e foi introduzida em Portugal no século XVIII. Já em outros países da Europa, como França, Espanha e Itália, começou a ser divulgada no século XII. Porém, só se tornou popular durante o período do Renascimento. Já no Brasil, a literatura de cordel ganhou força a partir do século XIX, no interior do Nordeste.

O termo cordel tem esse nome por conta da forma tradicional que eram expostos os folhetos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes em Portugal. Ele foi herdado no Brasil, mas a tradição de expor por meio do barbante não eternizou. Porém, em alguns locais, o folheto brasileiro pode ser encontrado ou não em barbantes.

Os poemas de literatura de cordel são ilustrados com xilogravuras, que também são usadas nas capas. Os autores ou cordelistas recitam os versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola. Também fazem leituras ou declamações empolgadas e animadas para conquistar os compradores.

Esses poemas, por muitas vezes, são confundidos com o repente por conta dos traços semelhantes. Mas, apesar desses fatos, esse modelo de manifestação popular é baseado na poesia falada e improvisada, acompanhado de instrumentos musicais. Já a literatura de cordel, como citado anteriormente, possui traços de oralidade expressos em folhetos.

Os poemas de literatura de cordel são marcados por fortes elementos da cultura brasileira, com temas que incluem fatos do cotidiano, episódios históricos, lendas, temas religiosos, entre outros. A sua escrita conta com linguagem coloquial, uso de humor, ironia e sarcasmo. Também há presença de rimas, métrica e oralidade.

Esse modelo de literatura atinge às camadas mais desfavorecidas de leitura, uma vez que os folhetos são lidos em lugares públicos. Ajudam na disseminação de hábitos de leitura e luta contra o analfabetismo. Possuem tom de crítica social, com textos que tratam sobre temas políticos e que trazem a opinião do autor. São consideradas obras didáticas e educativas.

Além do Nordeste, atualmente a literatura de cordel pode ser encontrada no Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Ela pode ser adquirida em feiras culturais, casas de cultura, livrarias e nas apresentações dos cordelistas. Também pode ser encontrada na internet. Apesar do avanço da tecnologia, a literatura de cordel é escrita e divulgada nas redes sociais pelos seus criadores.

Arquivado em: Literatura

Fonte: https://www.infoescola.com/literatura/literatura-de-cordel/
Texto: 

Por Ariane Soares Pereira da Silva

Pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura (Mackenzie, 2016)
Licenciada em Letras Português-Inglês (FMU, 2012)

__________________

É mais um projeto que foi iniciado e vem muita novidade por aí, muita surpresa e muita leitura. 

#leitura #csj #jornadaliteraria #literaturadecordel #juvenalverdades #cordel #ler #livros #soumaissaojose

Inicial | Voltar